Meio Ambiente- Dom Pedrito (3°lugar)- 3° Prêmio

DOM PEDRITO- READEQUAÇÃO E MANEJO DA MACRO E MICRODRENAGEM

JUSTIFICATIVA: O sistema de drenagem é o principal meio de escoamento de água da chuva. Sem um bom sistema de drenagem, as chuvas podem causar sérios danos socioambientais a população e as cidades (erosão, alagamentos etc). Assim, Readequação e Manejo adequado da Macro e Microdrenagem é de fundamental importância para o ideal aspecto socioambiental urbano.

OBJETIVOS: Objetiva realizar adequação, manutenção e bom funcionamento das Macro e Microdrenagens diminuindo ou eliminando alagamentos e/ou danos provocados por enxurradas. O manejo adequado compreende: Mapear e enquadrar a situação das drenagens urbanas em áreas afetadas por alagamentos e enxurradas; adequação das microdrenagens; limpeza e desassoreamento das macrodrenagens, iniciando assim a recuperação dos recursos hídricos urbanos; conscientização ambiental através de mídias; e destinação ambientalmente adequada dos resíduos.

DESENVOLVIMENTO: Executado: Levantamento de dados e mapeamento de áreas com recorrência de alagamentos; levantamento das micro e macrodrenagens que necessitam de limpeza e desassoreamento; Integração dos dados aos projetos de infraestrutura urbana; tratativas para obtenção de recursos com o fundo compartilhado da CORSAN; licenciamento ambiental da área de aterro para recebimento de resíduos particulados responsável pelo assoreamento e entupimento. A ser executado: Contratação de empresas especializadas; obtenção de licença ambiental; formação de equipe permanente de limpeza e desassoreamento; publicações das ações por meio de mídias sociais.

RESULTADOS: O aterro já está em fase de operação, recebendo resíduos de obras de infraestrutura urbana, assim, havendo destinação ambientalmente adequada. A integração dos dados com o setor urbanístico originou o Planejamento do recapeamento da rua 21 de abril. Onde a manta asfáltica cobre apenas a faixa de rodagem, havendo faixa de acostamento composta de pavimento de pedras irregulares, deixando a mesma permeável, sendo essa, a tendência no município. A mesma rua perfaz via principal da área 1, dessa forma houve cuidados com a adequação da microdrenagem sendo instaladas 24 bocas de lobo ao longo dos 760,400m de recapeamento sempre a montante de travessias de acessibilidade.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!