Sindilojas Costa Doce e Famurs debatem situação do comércio na região centro-sul do RS

Quais os caminhos e estratégias que os municípios podem adotar para garantir a sobrevivência do comércio em meio a uma pandemia? Esta foi uma das pautas do encontro entre o Sindilojas Costa Doce e a Famurs na tarde desta quarta-feira (01.07) na sede da Federação dos municípios, em Porto Alegre.

O encontro reuniu o Presidente do Sindilojas Costa Doce, Otávio Morais, o Presidente eleito da Famurs e prefeito de Taquari, Maneco Hassen, e o Superintendente Institucional da Federação, Márcio Espindola.

Durante a reunião, o Presidente do Sindilojas Costa Doce, Otávio Morais, encaminhou uma série de considerações para a diretoria da Famurs, como a solicitação da presença da Federação dos Municípios em uma reunião com a Comissão de Varejo da Fecomércio e uma avaliação do sistema de bandeiras do sistema de distanciamento controlado do Governo do RS.

“Na visão da diretoria do Sindilojas Costa Doce, a Famurs e a Fecomércio possuem uma boa capacidade de diálogo com o Governo do Estado. Nosso objetivo é buscar um equilíbrio entre a saúde e a economia no sistema de bandeiras proposto pelo Governo do RS. Entendemos que o comércio e o emprego também salvam vidas. E viemos solicitar a participação da Famurs neste grupo de trabalho composto pelos Sindilojas de todo o RS”, destacou o Presidente do Sindilojas Costa Doce, Otávio Morais.

O Sindilojas Costa Doce compõe dez cidades da região Centro-Sul como Camaquã, Tapes e Cristal entre outras, e faz parte da Fecomércio – Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Rio Grande do Sul, entidade que representa as empresas do comércio de bens, serviços e turismo no Rio Grande do Sul, que atuam nas mais diversas cadeias produtivas da economia e compõem 52,5% do PIB estadual.

“Nosso objetivo é buscarmos ajustes com todos os cuidados sanitários para alguns serviços que estão sendo prejudicados pela bandeira vermelha como o comércio na linha de confecção, calçados, bazar, bijuterias, móveis, livrarias entre outros. O fechamento total deste tipo de comércio pode gerar ações irreversíveis como o fechamento, a falência e o desemprego. Por isso, fiz questão de convidar o Presidente eleito da Famurs, Maneco Hassen, para participar deste grupo e manter o diálogo com os setores do comércio”, explica Otávio.

O Presidente eleito da Famurs e prefeito de Taquari, Maneco Hassen, recebeu as considerações e afirmou que está aberto ao diálogo. “É muito importante ouvir as demandas dos representantes do comércio de todo o RS. Vamos ouvir as reivindicações do setor e analisar os dados com a nossa equipe técnica aqui da Famurs”, revela Maneco.

Nos próximos dias, o Sindilojas Costa Doce vai convidar a Famurs para um encontro virtual com as representações regionais de todo o RS para propor uma análise técnica do atual sistema de distanciamento do RS.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!