Famurs, MP e PGE debatem decreto que determina fechamento do comércio

Representantes da Famurs, do Ministério Público e da Procuradoria-Geral do Estado realizaram uma videoconferência na tarde desta quinta-feira (02/04). O tema da reunião foi o Decreto Estadual 55.154/20, publicado ontem, que trata da regulação das atividades econômicas em todo o Estado e que traz, entre outras importantes alterações, um regramento base para o comércio em todo o Estado, definindo as atividades essenciais que não podem ser proibidas, e regras para parte das atividades comerciais que podem funcionar excepcionalmente.

A reunião contou com participação do procurador Eduardo Costa, da Procuradoria-Geral do Estado, do procurador-geral de Justiça Fabiano Dallazen, do subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais Marcelo Dornelles, do presidente da Famurs Dudu Freire e do diretor jurídico da Famurs Rodrigo Westphalen.

A Famurs expôs as principais dúvidas e preocupações dos prefeitos e prefeitas, especialmente quanto às exceções criadas sobre a eventual dificuldade de fiscalizar aos empresários locais. Também foi observada a preocupação da entidade com o dever de fiscalização por parte dos municípios, na medida em que alguns não dispõe de fiscais suficientes para atender a tal ordem, especialmente nos casos daqueles que tem mais de 10 mil habitantes.

O Ministério Público e a Procuradoria Geral do Estado se comprometeram em lançar recomendação aos municípios, a respeito do Decreto Estadual, a partir de suas interpretações. Foi observado também que, ocorrendo descumprimento do decreto por parte do empresariado, a tendência das instituições e do Estado é de restringir as exceções prevista na norma. Diante das considerações, a Famurs elaborará e disponibilizará, nos próximos dias, um novo modelo de minuta de decreto para eventuais ajustes no âmbito das normas municipais.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!