Famurs emite comunicado sobre reajuste de contratos da Emater com os municípios

05/02/2019 15:47
A Famurs deliberou durante a Assembleia Geral, realizada com os presidentes de associações regionais de prefeitos em janeiro, uma contraproposta ao reajuste de contratos entre a Emater e os municípios gaúchos. A Famurs propôs que o ajuste seja alicerçado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), fixado em 3,56%. A proposta inicial da Emater prevê a correção de 6,98%, baseado no Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M).

Após receber a sugestão da Famurs, a diretoria da Emater decidiu manter o reajuste proposto inicialmente (6,98%), pois os valores dos contratos não tiveram acréscimo em 2018. De acordo com o presidente da Famurs e prefeito de Garabildi, Antonio Cettolin, ficará a critério de cada município renovar o contrato com a Emater. “Entendemos as dificuldades financeiras enfrentadas pelos nossos municípios, e por isso ressaltamos que cada contrato pode ser revisto, mediante a disponibilidade orçamentaria de cada prefeitura”, esclarece.

Segundo a área técnica de Agricultura da Famurs, o reajuste de cotas está dentro da legalidade, conforme um ofício repassado pela Emater. Com a correção, as cotas da empresa junto às prefeituras terão um acréscimo de R$ 150,78. A equipe técnica de Agricultura da Famurs está à disposição para esclarecimentos, pelo telefone (51) 3230.3173 ou pelo e-mail agrima@famurs.com.br.