Famurs e Secretaria de Apoio e Articulação aos Municípios debatem situação das escolas de educação infantil e o modelo de Distanciamento Controlado

O Presidente da Famurs e prefeito de Taquari, Maneco Hassen, esteve reunido nesta sexta-feira (24/07) com o Secretário de Articulação e Apoio aos Municípios, Agostinho Meirelles.

Um dos temas tratados foi a busca de alternativas para as escolas de educação infantil do RS. De acordo com o Sindicreches, que é o órgão que representa os estabelecimentos particulares de educação infantil no RS, há um forte impacto na economia do setor devido à pandemia da Covid-19. Conforme o Presidente da Famurs, Maneco Hassen, a ideia é unir forças entre a Federação dos Municípios e o Governo do Estado para buscar uma resposta rápida ao setor. “Tanto a Famurs, como a Secretaria de Apoio e Articulação aos Municípios receberam a diretoria do Sindicreches. Nossa preocupação é que com a queda de alunos na rede privada de educação infantil, teremos um impacto gigantesco na rede pública. E assim podemos ter um esgotamento na rede pública de educação infantil gaúcha com o sistema público infantil lotado de alunos e podendo ter a possibilidade de termos crianças não matriculadas nas escolas”, destacou o Presidente da Famurs, Maneco Hassen. Já o Secretário de Articulação e Apoio aos Municípios, Agostinho Meirelles, revelou que uma das ideias que o Governo do Estado e a Famurs podem desenvolver em conjunto é a construção da possibilidade do uso dos recursos do orçamento das prefeituras para educação. “O Governo do Estado e a Famurs podem inclusive consultar o Tribunal de Contas do RS para estudar uma alternativa para que não tenhamos um sistema público lotado. O Presidente da Famurs, Maneco Hassen, vai apresentar esta possibilidade de parceria entre Governo do Estado e Famurs para buscar uma alternativa com o Tribunal de Contas do RS”, revelou o Secretário Agostinho Meirelles.

Outra pauta tratada entre o Presidente da Famurs e o Secretário de Articulação e Apoio aos Municípios foi o modelo de Distanciamento Controlado. Conforme Agostinho Meirelles, o Governo do Estado, deve encaminhar entre esta sexta-feira e sábado (25.07), um documento para a Famurs com sugestões e melhorias do modelo de Distanciamento Controlado. Segundo o Governo do Estado, a intenção é aumentar o compartilhamento da gestão entre Estado e municípios nesse processo, que envolve os protocolos para 20 regiões e mais de 100 setores e segmentos da atividade econômica. O Presidente da Famurs, Maneco Hassen, afirmou no encontro que assim que a Federação receber o documento do Governador Eduardo Leite, vai encaminhar aos Presidentes das 27 Associações Regionais para a construção de sugestões para o aperfeiçoamento do modelo. “Após a Famurs receber o documento, vamos aprofundar o debate com os presidentes de Associações Regionais e com o Gabinete de Crise do governo. Manter o diálogo e ter essa unidade de ação é fundamental para vencermos a crise”, revelou o Presidente da Famurs, Maneco Hassen.

“Avançar neste acordo contribuirá com o objetivo central do modelo, de priorizar a vida e, ao mesmo tempo, evitar ao máximo a restrição às atividades econômicas e a perda de emprego e renda em nosso Estado. E a comunidade gaúcha deve estar unida, enfrentando este desafio com diálogo, paciência e responsabilidade”, afirma a nota conjunta entre Famurs e o Governo do Estado.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!