Famurs e Codic apoiam aprovação de projetos de lei de apoio à Cultura em tramitação no Congresso

A Famurs e o Conselho dos Dirigentes Municipais de Cultura do Rio Grande do Sul divulgaram, nesta terça-feira (5/5), uma moção de apoio (link ao fim do texto) à aprovação de projetos de lei 1075/2020 e 1089/2020, em tramitação no Congresso Nacional, que dispõem sobre concessão de auxílio ao setor cultural. Também nesta terça, o Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura divulgou carta aberta de apoio, assinada pelos secretários do Distrito Federal e de 25 estados, à criação da Lei Nacional de Emergência Cultural.

O documento, assinado pelo presidente da Famurs, Dudu Freire, e do Codic, Evandro Soares, ressalta a urgência na adoção de medidas “que permitam concessão de benefícios imediatos aos trabalhadores do setor cultural enquanto durar a pandemia da Covid-19”. O texto ainda destaca que o setor cultural “representa uma significativa parcela da economia do nosso Estado” e que “o apoio aos trabalhadores culturais neste momento é tão importante”.

No RS, Cultura emprega mais que setores calçadista e automobilístico

Fortemente impactado desde o início da pandemia da Covid-19, o setor da cultura e da economia criativa é, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Planejamento, um importante vetor de geração de empregos do Rio Grande do Sul. Pesquisa divulgada em dezembro de 2019 revelou que 4,1% da força de trabalho do Estado são vinculados à cultura, criatividade, conhecimento e inovação, gerando mais de 130 mil empregos de carteira assinada, mais que segmentos tradicionais da economia gaúcham como os setores automobilístico e calçadista. O levantamento também mostrou que o RS registra mais de 48 mil microempreendedores individuais que atuam em áreas como publicidade, artes visuais, ensino da cultura, design e moda, entre outras atividades.

Clique aqui e leia a Moção de Apoio da Famurs e do Codic aos PLs de auxílio à Cultura

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!