Famurs capacita prefeitos e gestores para transformação digital e desenvolvimento de cidades inteligentes

“Não existem cidades inteligentes sem governos inteligentes. Os prefeitos e gestores precisam se capacitar para aumentar o alcance e o desempenho dos serviços e obter resultados. O mundo mudou e o cidadão, consumidor final das prefeituras, está conectado e não quer esperar o expediente abrir para falar com a prefeitura, emitir uma certidão ou abrir uma empresa, por exemplo. A transformação digital precisa acontecer também no setor público”.

Com este panorama, o presidente do Instituto de Transformação Digital (ITD), Paulo Kendzerski, abriu o workshop Capacitação para Cidades Inteligentes, que acontece hoje (17/9), na sede da Famurs, em Porto Alegre. O evento é uma parceria entre a Famurs e o ITD, voltado para capacitação de gestores, com uma proposta prática de workshop.

Pela manhã, o tema foi a transformação digital, que segundo Kendzerski, tem que acontecer em todas as esferas da sociedade, para ser efetiva. “É importante envolver toda a cadeia: empresas, poder público, entidades, federações, para que se possa capacitar as pessoas para atuar em diversas áreas como tecnologia da informação, sustentabilidade, mobilidade urbana, por exemplo”.

Para o consultor que coordena a entidade sem fins lucrativos, a evolução dos programas de desenvolvimento passou pelos Programas de Qualidade, desenvolvidos na década de 1960, pela implementação dos sistemas de gestão, nos anos 80, pelo temor do bug do milênio dos anos 2000 e, agora, acontece por meio da transformação digital. Ele explica que o passo inicial para implantação desta nova ferramenta, já adotada em várias empresas gaúchas, é realizar diagnósticos, mapear os processos internos para buscar os resultados, sendo que estes procedimentos podem ser implantados também na gestão pública.

“Num estudo realizado pelo IDT, diagnosticamos que apenas 9% das grandes e médias empresas do Rio Grande do Sul possuem inteligência digital. Imagina o quanto esse índice não deve baixar nas pequenas e no próprio poder público”, analisou Kendzerski, salientando a importância da implantação do programa de transformação digital para mudança deste cenário.

 

Transformação digital na educação

Dentro da perspectiva de que todos os atores da cadeia produtiva devem estar envolvidos para se alcançar a transformação digital, o programa propõe um protagonismo aos municípios, na capacitação de jovens da rede pública de educação.

“O que se transforma são as pessoas, por isso temos que focar na educação, para envolvermos a base da sociedade”, enfatizou o presidente do IDT. Segundo o instituto, a base do programa de capacitação são 100 mil jovens da rede pública do estado, que devem ser capacitados para desenvolverem novas habilidades na área digital, mudando os conceitos de trabalho e as relações de emprego. Para isso, o IDT firmou uma parceria com o Ministério Público do RS que, por meio das entidades assistenciais, identificará adolescentes para participação no programa.

 

Programa

O coordenador-geral da Famurs, José Scorsatto, abriu os trabalhos do curso para cerca de 60 refeitos e gestores municipais, pontuando que o evento é a primeira, entre tantas outras ações da Famurs, que devem acontecer na gestão com foco na inovação. “Estamos disponibilizando aos senhores e senhoras mais uma ferramenta de trabalho para implantação de políticas de inovação e tecnologia para o desenvolvimento dos municípios”, finalizou Scorsatto.

À tarde, a especialista em cidades inteligentes Fabiane Teles, coordena o workshop Capacitação em Planejamento para Cidades Inteligentes: introdução, dinâmica de grupo, estudo de case e conclusão.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!