Em reunião da Azonasul, Famurs atualiza os gestores sobre as estratégias de imunização contra covid-19

Para manter os gestores informados sobre as estratégias de imunização da população gaúcha contra a covid-19, a Famurs participou, na manhã desta segunda-feira (11/1), da reunião da Associação de Municípios da Zona Sul (Azonasul). O presidente da Federação, Maneco Hassen, e o coordenador-geral Márcio Espíndola falaram sobre o termo de cooperação entre Famurs e o Instituto Butantan e sobre a reunião com o governo do Estado, em que a entidade e Associação de Municípios da Região Metropolita de Porto Alegre (Granpal) pediram urgência no plano de vacinação contra a covid-19 no RS.

Maneco informou que a entidade tem acompanhado a pauta da vacinação de perto, relatando que em dezembro esteve junto com a Granpal em São Paulo para visitar o Instituto Butantan. Na oportunidade, foi assinado um protocolo de intenções, que coloca os municípios do RS em uma fila de aquisição de vacinas. A medida buscou acelerar o processo de aquisição das doses, sem o intermédio do governo federal. “Desde então, estamos dialogando com o governo do Estado, fazendo um movimento em conjunto e pressionado o Ministério da Saúde para acelerar o processo e, ao mesmo tempo, organizando no que é possível o plano de imunização do estado”, explicou.

O presidente da Famurs também esclareceu que, hoje, o RS aguarda apenas a chegada das doses para começar a imunização da população, pois os municípios já estão familiarizados com campanhas de vacinação e o processo será semelhante aos realizados nas campanhas de H1N1, a vacina da gripe. “No que se refere à logística, o governo do Estado também já tem os locais de armazenamento, tudo devidamente separado e organizado. Agora nós dependemos da data em que a vacina será distribuída e a quantidade que chegará aos estados e, consequentemente, aos municípios”, relatou.

Segundo Maneco Hassen, todos os governadores brasileiros devem participar de uma reunião com o Ministério da Saúde, a princípio marcado para a tarde desta terça-feira, dia 12/1, para tratar do tema. Maneco ressaltou que a Famurs também irá abordar a pauta em Assembleia Geral, que será realizada na próxima quarta-feira (13/1), com a participação de todos os prefeitos gaúchos e com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Além disso, o presidente Maneco ressaltou que a expectativa é que a vacinação comece ainda em janeiro, através do programa nacional de imunização, mas, caso seja necessário, novas alternativas estão sendo estudadas junto com o governo estadual, que já se comprometeu com previsão orçamentária e disposição de recursos para compra dos insumos.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!