Em defesa da Cultura, Famurs apoia Festival Gaúcho Coração

Com atividades paralisadas desde o início da pandemia do novo Coronavírus, o setor da Cultura é um dos que mais sente os efeitos da crise. Como a grande maioria dos eventos da área pressupõe aglomeração, não há sequer perspectiva para o retorno pleno ao trabalho de músicos, bailarinos, atores e tantos outros profissionais da Cultura. Inspirado nisso, foi criado o Festival Gaúcho Coração.

Apoiado pela Famurs, o festival é uma iniciativa do deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen e proporciona aos artistas regionais e suas equipes a realização de Lives com todos os custos de produção pagos. Com recursos de diversos parceiros da iniciativa privada, já foram realizadas até aqui mais de 30 lives. A previsão é que até setembro sejam viabilizadas, pelo menos, mais 25 transmissões. As lives, além de gerar renda para os artistas, são beneficentes, com arrecadação de recursos para hospitais, instituições de caridade e trabalhadores da Cultura. Neste sábado, por exemplo, a live Encontro do Rock Gaúcho, com Rafael Malenotti e convidados, vai ajudar a Santa Casa de Misericórdia, em Porto Alegre.

Presidente da Famurs e prefeito de Taquari, Maneco Hassen elogiou a iniciativa: “A Famurs apoia o projeto pois acredita no poder transformador da Cultura. O festival Gaúcho Coração atende a um importante setor econômico dos nossos municípios que foi sensivelmente prejudicado pela pandemia e ainda é solidário, ajudando hospitais e instituições como a APAE, por exemplo”. O presidente da Famurs, além de advogado, é baterista, com atuação destacada na cena musical do Vale do Taquari.

A Famurs tem atuado com força no apoio à Cultura nos municípios. Em novembro de 2019, reativou sua área técnica do setor. Desde lá, vem atuando em diversas frentes, com destaque para a articulação para a aprovação e implementação da Lei Aldir Blanc nos 497 municípios gaúchos, que vão receber R$ 85 milhões para investimentos na Cultura. A lei já foi sancionada e aguarda regulamentação federal.

PL 2836/2020

Além do festival, o deputado Jerônimo Goergen trabalha no Câmara Federal pelo setor, onde apresentou o PL 2836/2020, a fim de possibilitar que recursos do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) sejam utilizados para estimular a participação de artistas locais e regionais para fomentar a gravação e transmissão de espetáculos teatrais e circenses, além de incluir a música regional e popular entre os segmentos atendidos por doações e patrocínios à produção cultural.

Programação

As lives são realizadas nos canais dos artistas no YouTube e também em suas páginas do Facebook. Neste sábado (1/8), a partir das 20h30, será a vez do Grupo Rodeio e do Grupo Momentos. Também no sábado, às 20 horas, tem apresentação de Cristiano Quevedo, Érlon Péricles, Joca Martins e Angelo Franco. No domingo (2/8), às 11h30, tem Tchê Guri. No dia 6/8, 20 horas, é a vez de Rafael Malenotti, que recebe Carlinhos Carneiro e Fabrício Beck e Tchê Gomes. O grupo Cordiona se apresenta no dia 8/8, às 20h30 e, no dia 19/9, às 13 horas, tem show de Adair de Freitas.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!